< Voltar à página de Voluntariado

“Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change é um motivo de orgulho”

A Associação Mutualista Montepio foi distinguida com o Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change no nível excelência, o mais elevado, pela sua gestão do Programa de Voluntariado do Grupo Montepio. Em entrevista ao Ei, Joaquim Caetano, responsável pelo programa, fala sobre a importância da atribuição desta certificação.

Que importância tem a atribuição do Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change para a missão do Grupo Montepio nesta área e, em particular, para o Programa de Voluntariado Corporativo da instituição?

O trabalho que tem vindo a ser feito ao longo dos anos permitiu construir um conjunto de ferramentas, como o portal e o guia do voluntariado, e desenvolver um programa consistente, que inclui o Dia do voluntariado Montepio e a identificação e consolidação de parcerias, de modo a criar relações de longa duração com as comunidades beneficiadas com as intervenções do Montepio.

No fundo, a atribuição Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change por entidades de reconhecido mérito e valor social nesta área de atuação vem valorizar o Programa de Voluntariado Corporativo do Grupo Montepio no contexto do voluntariado nacional. 

Qual a sua relevância para o setor?

Esta questão é bastante pertinente e objetiva. Através de uma leitura atenta ao manual de normas, podemos concluir que o Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change pretende responder a algumas questões que são prementes no setor, nomeadamente:

  • Ausência de reconhecimento da importância da gestão em voluntariado;
  • Reduzida sistematização de práticas de boa governação na área do voluntariado;
  • Escassez de práticas de gestão de voluntários nas organizações portuguesas.

De que forma este selo responde aos desafios que se colocam à gestão do voluntariado?

O voluntariado tende a criar mecanismos de reconhecimento efetivo para a gestão dos programas desenvolvidos pelas organizações. Esse trabalho carece da construção por parte das organizações de programas efetivamente estruturados que permitam responder às reais necessidades das comunidades intervencionas.

Assim, este Selo procura valorizar e reconhecer, a nível nacional, a qualidade dos processos de gestão de voluntariado nas organizações, bem como promover o reconhecimento de boas práticas na gestão de voluntariado nas organizações. E pode ir mais além, designadamente na promoção, criação e implementação de procedimentos e instrumentos de gestão de voluntariado nas organizações e no desencadear um processo pedagógico de formação e gestão para as organizações promotoras de voluntariado.

Quais as principais vantagens para as organizações?

As principais vantagens deste selo assentam na valorização da qualidade de práticas de gestão de programas de voluntariado e no reconhecimento público das iniciativas promovidas pelas diversas organizações que atuam no setor.

 Os voluntários também ganham? Como?

A atribuição deste selo só é possível com o envolvimento de todos os colaboradores que participam no programa, sendo, obviamente, um motivo de orgulho para cada um dos voluntários este reconhecimento externo, elevando os níveis motivacionais e reforçando as suas competências pessoais e profissionais.

Este selo permite separar o trigo do joio no setor?

Sim, basicamente este selo vai permitir fazer essa separação, nomeadamente nas organizações em que o voluntariado assume um papel fundamental para as comunidades de referência.

Muitas organizações dizem que possuem programas de voluntariado, mas limitam-se a realizar ações muito pontuais de voluntariado, sem grande expressão para as intervenções que desenvolvem.

Este selo faz a diferença, porque para a sua obtenção é exigido o cumprimento de uma série de critérios que permite posicionar um determinado programa de voluntariado num patamar de qualidade.

Ler mais

Saiba mais sobre

Voluntariado

0

Comentários

Comentários

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.