As taxas de juro para escolher o crédito mais barato

Se pensa pedir um crédito, existem taxas de juro que deve conhecer bem para tomar a melhor decisão para as suas finanças. Saiba quais são.

TAN, TAE, TAER e TAEG são as principais taxas de juro utilizadas na maioria dos empréstimos. Para escolher o crédito mais em conta é importante saber o que significam estas siglas.

Vai pedir um crédito? Conheça as taxas de juro que interessam

Comprar uma casa, trocar de automóvel ou fazer umas férias inesquecíveis. Para a maioria das pessoas são sonhos que só podem tornar-se realidade com recurso ao crédito. No entanto, antecipar o consumo recorrendo a dinheiro emprestado implica compensar o banco, através do pagamento de juros. Para pagar o menos possível, faça simulações em diferentes instituições financeiras e compare as taxas de juro “oferecidas” por cada uma.

As taxas de juro mais comuns nos contratos de crédito são a TAN, TAE, TAEG e TAER. Conheça as diferenças e descubra como podem ajudá-lo a escolher a proposta de financiamento mais vantajosa.

4 taxas de juro aplicadas no crédito

1. TAN (Taxa Anual Nominal)

A TAN é obrigatória em todos os contratos de crédito e corresponde ao período de um ano. Sempre que o pagamento de juros for mensal, por exemplo, é necessário dividir a TAN por 12 para saber o juro. Já se o pagamento for trimestral ou semestral, deve dividir-se a TAN por três ou seis, respetivamente.

No caso de um crédito com taxa variável, a TAN é igual ao indexante (normalmente, a Euribor) acrescido do spread (margem financeira do banco). Já se a taxa do empréstimo for fixa, a TAN é fixada diretamente pelo banco.

2. TAE (Taxa Anual Efetiva)

A TAE é um bom indicador para comparar os custos decorrentes dos créditos. Dentro da sua composição encontramos os juros nominais, a frequência de pagamento das prestações e os encargos do empréstimo, como os decorrentes de seguros ou comissões. No entanto, não inclui encargos com os impostos.

3. TAEG (Taxa Anual Efetiva Global)

A TAEG mostra qual é o custo total de um crédito, incluindo impostos. Ou seja, é a principal taxa a usar se quiser comparar, por exemplo, duas propostas de crédito à habitação, dois cartões de crédito ou dois créditos automóvel. Na prática, a TAEG é a TAE mais o custo com os impostos.

Opte por escolher o crédito com a TAEG mais baixa, pois é esse que lhe sairá mais barato. Comparar créditos pela TAN pode levá-lo a selecionar o mais penalizador, já que não contempla custos com comissões ou seguros.

4. TAER (Taxa Anual Efetiva Revista)

A TAER mostra todos os custos do empréstimo, acrescidos dos encargos com a contratação de outros produtos ou serviços associados. Se houver uma redução de spread mediante a subscrição de um produto ou serviço financeiro, vai saber se essa variação é ou não compensadora, sobretudo se decidir comparar com outras instituições financeiras. Esta taxa não é obrigatória nos contratos de crédito. No entanto, é cada vez mais utilizada pelos bancos na hora da negociação.

Ler mais

Saiba mais sobre

Crédito , Taxas de juro

0

Comentários

Comentários

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.