Reabilitação respiratória pós-Covid-19: o que é e onde pode fazer?

Muitas pessoas diagnosticadas com Covid-19 continuam a apresentar sintomas da doença meses depois de terem recuperado da infeção, necessitando de cuidados médicos. É o seu caso? Saiba, neste artigo, como a reabilitação respiratória pós-Covid-19 pode ajudá-lo a recuperar o bem-estar físico, psíquico e social.
Artigo atualizado a 24-03-2021
Reabilitação respiratória

A maioria das pessoas infetadas com Covid-19 mantém-se assintomática ou apresenta sintomas ligeiros a moderados, recuperando da doença entre duas a seis semanas após a infeção.

No entanto, em muitos casos, recuperar da Covid-19 não significa voltar à situação de saúde existente previamente, mesmo em crianças e jovens adultos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), alguns pacientes desenvolvem complicações médicas que podem afetar a sua saúde durante algum tempo. E até existe um termo para descrever esta situação: Long Covid-19 – ou síndrome pós-Covid-19.

A síndrome pós-Covid-19 tem um impacto significativo na qualidade de vida dos doentes e pode afetar vários sistemas do corpo humano. Entre as sequelas duradouras incluem-se a dispneia, fadiga, dor, ansiedade, depressão, fraqueza muscular e diminuição da tolerância ao esforço.

 Reabilitação respiratória pós-Covid-19: como funciona?

A pensar nas consequências a longo prazo de quem foi diagnosticado com Covid-19 e ainda não se encontra nas melhores condições de saúde, a Residências Montepio lançou um serviço de recuperação respiratória pós-Covid-19. Realizada por uma equipa especializada e multidisciplinar de profissionais de saúde, a reabilitação respiratória é uma intervenção abrangente, dirigida aos doentes respiratórios crónicos.

Numa primeira fase, o utente realiza uma avaliação que permite elaborar um programa de reabilitação individual, para melhorar a sua condição física e psicossocial. Outro dos objetivos é incentivar a adesão a comportamentos promotores de saúde junto dos doentes que apresentem sequelas provocadas pela Covid-19.

Quais os benefícios da fisioterapia respiratória?

A fisioterapia respiratória contribui para a melhoria da condição de saúde do doente respiratório (aguda ou crónica) nas suas várias dimensões, física, psíquica e social:

  • Melhoria ou abolição dos sintomas de dispneia e fadiga;
  • Limpeza das vias aéreas;
  • Melhoria da qualidade da respiração;
  • Aumento da força e resistência muscular;
  • Aumento da tolerância ao esforço;
  • Diminuição da dependência nas atividades do dia a dia;
  • Redução da ansiedade e do stress;
  • Prevenção das infeções respiratórias;
  • Aumento dos níveis de atividade física;
  • Melhoria da qualidade de vida relacionada com a saúde;
  • Aumento da eficácia na autogestão da doença e no autocuidado.

As sessões de fisioterapia podem ser realizadas ao domicílio ou nas residências Montepio de Lisboa, Montijo, Porto, Parede, Vila Nova de Gaia, Albergaria-a-Velha ou Coimbra. Estão também disponíveis telesessões. Conheça melhor este serviço.

Sabia que…

5% das pessoas diagnosticadas com Covid-19 necessitam de internamento hospitalar de longa duração e ficam com sequelas duradouras?

Ler mais

Este artigo foi útil?

Lamentamos saber. Deixe-nos a sua sugestão de como melhorar?(opcional)

Torne-se Associado

Saiba mais