< Voltar à página de Impostos

Simulador de Salário líquido de 2018

Saiba como calcular o seu salário líquido mensal em 2018 com a ajuda de um simulador.

Saber como se calcula o salário líquido é essencial para gerir o orçamento familiar, pedir um aumento de ordenado ou negociar um bom vencimento numa entrevista de emprego. Neste artigo, explicamos tudo o deve conhecer sobre esta matéria.

O que é o salário líquido?

O salário líquido corresponde ao valor efetivamente recebido por um trabalhador dependente, por norma mensalmente, depois de deduzidos impostos e contribuições. Ou seja, é o salário que cai na conta bancária do trabalhador no final de cada mês. Não confundir com o salário ilíquido ou salário bruto, que é montante total que uma empresa paga a um trabalhador dependente, antes de quaisquer deduções.

Na altura de discutir o salário é importante conhecer bem a diferença entre salário líquido e bruto. Caso contrário, o trabalhador pode ter um dissador no final do mês. Regra geral, a negociação salarial é efetuada em termos brutos (antes dos descontos obrigatórios). Neste caso, o trabalhador deve calcular o salário líquido, para saber quanto vai ganhar efetivamente por mês.

Como se calcula?

Grosso modo, o salário líquido obtém-se subtraindo ao salário bruto a Taxa Social Única (TSU) e a retenção na fonte de IRS. No caso dos funcionários públicos, é necessário ainda deduzir os descontos para a ADSE.

A TSU é o montante que o trabalhador desconta todos os meses para a Segurança Social. A quotização do trabalhador para este sistema de previdência social é de 11%.

A retenção na fonte de IRS constitui um adiantamento de imposto ao Estado ao longo do ano (14 meses), para que o trabalhador não tenha que pagar tudo de uma só vez, no ano seguinte. Ou seja, é uma forma de pagar o IRS devido num ano  em prestações. A retenção na fonte de IRS de um trabalhador depende do valor do seu salário bruto, da sua situação fiscal (se é não casado ou casado e se, sendo casado, o cônjuge também trabalha) e do número de dependentes do agregado familiar. Todos os anos são publicadas as tabelas de retenção na fonte, que determinam o montante a reter mensalmente por cada trabalhador. As tabelas de retenção na fonte de 2018 já foram publicadas e aplicam-se já aos salários de janeiro.

Cabe à entidade empregadora calcular a retenção na fonte de IRS, com base nas referidas tabelas, e a TSU e descontar esses valores ao salário bruto de cada trabalhador, entregando-os depois às Finanças e à Segurança Social, respetivamente.

Caso prático

Veja-se o caso de um trabalhador dependente casado, em que ambos os elementos do casal trabalham (dois titulares), com um filho e um salário bruto de 1 250 euros.

Para calcular o salário líquido, começa-se por determinar a retenção na fonte de IRS. O primeiro passo é escolher a tabela de retenção na fonte correspondente: “Tabela III – Trabalho dependente – Casado dois titulares”. Depois, procura-se a taxa de retenção na fonte referente ao salário bruto em causa. Em 2018, para 1 250 euros brutos por mês a taxa será de 15,1% (em 2017 era de 15,7%). Conhecida a taxa, basta multiplicá-la pelo salário bruto, obtendo-se assim o montante de IRS a reter na fonte:1 250 euros x 15,1% = 188,75 euros.

De seguida aplica-se a TSU, multiplicando a taxa pelo salário bruto: 1 250 euros x 11% = 137,5 euros.

Finalmente, subtrai-se ao salário bruto, a retenção na fonte e a TSU: 1 250 euros – (188,75 euros + 137,5 euros) = 923,75 euros.

Em 2018, este trabalhador irá receber um salário líquido mensal de 923,75 euros.

Simulador

Para ajudar a calcular o salário líquido de uma forma simples e rápida, o Ei desenvolveu um simulador. Simule o seu caso e fique a saber se vai ganhar mais ou não em 2018. Basta indicar o seu salário bruto, a sua situação fiscal e o número de dependentes. Se tem direito a subsídio de refeição, deve assinalar a forma como é efetuado o pagamento: em dinheiro ou cartão. O simulador assume o valor máximo diário de subsídio de refeição isento de IRS e TSU multiplicado por 22 dias.

Descarregue o simulador de salário líquido de 2018

 

Ler mais

Saiba mais sobre

Emprego

0

Comentários

Comentários

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.