Novas proibições: Conheça as 11 medidas de reforço do confinamento

As escolas mantêm-se abertas, mas proíbe-se a circulação ao fim-de-semana entre concelhos e a venda de bebidas ao postigo em cafés e restaurantes.
Artigo atualizado a 19-01-2021
reforço do confinamento

Três dias depois de ter entrado em vigor o novo confinamento geral, o primeiro-ministro António Costa anunciou proibições adicionais. Estas novas medidas de reforço do confinamento visam “clarificar normas que têm sido objeto de abuso”, afirmou o governante após a reunião extraordinária do Conselho de Ministros, que tinha como objetivo analisar as novas medidas de confinamento. Saiba o que vai mudar na sua vida.

11 medidas de reforço do confinamento:

  1. É proibida a venda ou entrega ao postigo em qualquer estabelecimento do ramo não alimentar;
  2. É proibida a venda ou entrega ao postigo de qualquer tipo de bebida nos estabelecimentos alimentares;
  3. É proibida a permanência e consumo de bens alimentares nas imediações dos estabelecimentos do ramo alimentar;
  4. São encerrados todos os espaços de restauração em centros comerciais, mesmo em regime de take away;
  5. São proibidas todas as campanhas de saldos, promoções e liquidações que fomentem a concentração de pessoas;
  6. É proibida a permanência em espaços públicos de lazer, como jardins, nos quais se pode circular, mas não permanecer;
  7. Acesso limitado a locais de grande concentração de pessoas, como as frentes marítimas ou ribeirinhas, e proibição de uso de bancos de jardim, parques infantis e equipamentos desportivos;
  8. Encerramento das universidades séniores, centros de dia e de convívio;
  9. Todos os trabalhadores que tenham de se deslocar para trabalhar presencialmente precisam de credencial emitida pela entidade patronal, e todas as empresas de serviços com mais de 250 trabalhadores têm de enviar, nas próximas 48 horas, à Autoridade das Condições de Trabalho, a lista nominal de todos os trabalhadores cujo trabalho presencial é indispensável;
  10. Proibida a circulação entre concelhos ao fim-de-semana;
  11. Todos os estabelecimentos de qualquer natureza devem encerrar às 20h nos dias úteis e às 13h aos fins-de-semana, com exceção do retalho alimentar que poderá prolongar-se até às 17h aos fins-de-semana.

O Governo determinou ainda:

  • Aumentar a fiscalização por parte das forças de segurança, sobretudo nas imediações dos espaços escolares, bem como por parte da Autoridade para as Condições do Trabalho;
  • Acelerar a vacinação em estruturas residenciais para idosos de modo a concluir a primeira toma até ao final de janeiro;

 

Ler mais

Este artigo foi útil?

Lamentamos saber. Deixe-nos a sua sugestão de como melhorar?(opcional)

Torne-se Associado

Saiba mais