< Voltar à página de Impostos

IRS de 2019: já pode saber quanto vai receber de reembolso em 2020

Os contribuintes já podem consultar, no Portal das Finanças, o seu IRS de 2019. Saiba como.
IRS de 2019

Apesar de a entrega do IRS só começar no dia 1 de abril, estendendo-se até 30 de junho, a Autoridade Tributária (AT) já disponibilizou, no Portal das Finanças, a declaração Modelo 3 e o IRS Automático (para quem está abrangido por esta funcionalidade) na página pessoal deste imposto de cada contribuinte. Desta forma, já é possível entregar o IRS de 2019 e ficar a saber o valor do reembolso ou do imposto adicional a pagar ao Estado, consoante o caso. Pode aceder aqui à sua página pessoal do IRS. Para entrar tem de inserir o seu Número de Identificação Fiscal (NIF) e a sua senha de acesso do Portal das Finanças. Finalmente, clique na opção pretendida: “IRS Automático” ou “Entregar Declaração”.

Alguns cuidados a ter na entrega do IRS

Mas não se precipite na entrega do IRS. Oficialmente, só o poderá fazer a partir de 1 de abril. No entanto, os especialistas recomendam que a submissão do imposto não seja efetuada nos primeiros 15 dias. E porquê? “Não podemos esquecer que todos os anos esta declaração é alvo de alterações, e estas implicam testes. Se fizermos a entrega nos primeiros dias, é importante ter em consideração que este é um período em que a própria declaração está a ser testada pelos serviços da AT”, alerta Sónia Martins Arêde, especialista em Direito Fiscal da sociedade de advogados PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados. Conheça outros cuidados a ter na entrega do IRS de 2019

Além disso, conforme esclarece a AT, “não há vantagem em entregar a declaração de IRS logo nos primeiros dias de abril, pois — tal como em todos os anos — o processamento generalizado das declarações não se inicia de imediato, sendo conveniente fazê-lo mais tarde para evitar eventuais dificuldades de acesso ao Portal das Finanças”.

Pode, contudo, ir adiantando trabalho, verificando, por exemplo, se os dados que constam na declaração Modelo 3 ou no IRS Automático estão corretos. Tome nota que, caso necessite de fazer correções, só poderá fazê-las na Modelo 3. Assim, se estiver abrangido pelo IRS Automático, terá de prescindir desta funcionalidade e optar pela Modelo 3. Não se esqueça também de confirmar se o seu agregado familiar está correto e se constam todas as despesas dedutíveis.

Apelo aos contribuintes mais idosos

Lembrando que o prazo de entrega do IRS decorre até 30 de junho, a AT apela ainda a que “os contribuintes não saiam de casa para procurar apoio no preenchimento da declaração de IRS, sobretudo os mais idosos”.  Saiba como tratar dos seus impostos durante a pandemia da Covid-19

Como consultar o reembolso

IRS Automático

Ao aceder ao seu IRS Automático, ficará imediatamente a saber quanto irá receber de reembolso ou pagar de imposto adicional em 2020, relativo ao IRS de 2019. No caso dos casais ou unidos de facto são apresentadas duas liquidações do imposto: uma para a tributação conjunta e outra para a tributação separada.

Declaração Modelo 3

Quem tiver de entregar a declaração Modelo 3 também poderá saber o valor de um eventual reembolso ou imposto adicional a pagar. Para tal, basta utilizar a opção de simulação da declaração. Veja como preencher a declaração Modelo 3, passo a passo

Quando é pago

O prazo limite para receber o reembolso de IRS é 31 de agosto. No entanto, nos últimos anos, este pagamento tem sido muito mais célere. Em 2019, o prazo foi de 11 dias. Mas, este ano, o reembolso pode demorar mais tempo a chegar às contas bancárias dos contribuintes, em consequência dos constrangimentos causados pela pandemia da Covid-19. Saiba como acompanhar o processamento do seu reembolso

Ler mais

Mais sobre

IRS

Este artigo foi útil?

Lamentamos saber. Deixe-nos a sua sugestão de como melhorar?

Torne-se Associado

Saiba mais