< Voltar à página de Impostos

Saiba como consultar o reembolso de IRS em 6 passos

Está à espera do reembolso de IRS? No Portal das Finanças pode acompanhar, passo a passo, o seu estado. Saiba como.

O momento do pagamento do reembolso de IRS é aguardado com alguma ansiedade pelos contribuintes. A inquietação é compreensível, já que muitas famílias contam com a devolução do imposto retido em excesso no ano anterior para ajudar a pagar despesas extras, reforçar a poupança ou programar as férias. Se é o seu caso, neste artigo pode ver quanto tempo falta para receber de volta o imposto que descontou a mais.

Passo a passo: Como saber do reembolso de IRS

1. Aceda ao Portal das Finanças e clique na opção “Finanças: Aceda aos Serviços Tributários”.

2. No menu lateral, no lado esquerdo do ecrã, escolha a opção “Serviços”.

3. Navegue até “Informação Financeira” e clique na opção “Movimentos”.

4. Coloque o NIF e a senha de acesso ao Portal das Finanças.

5. No campo “Exercício”, selecione o ano a que respeita o imposto, ou seja, “2017”. Depois, no campo “Imposto”, escolha a opção “IRS”.

6. Na tabela “Situação global”, procure a linha “Reembolsos”. Se o “Valor Emitido” estiver a zeros é porque o reembolso ainda não foi emitido. Se já tiver valor, clique em “Ver Detalhe”, para saber em que estado se encontra o seu reembolso.

Prazos do reembolso de IRS

Por lei, o Fisco tem até 31 de agosto para devolver aos contribuintes o IRS que foi retido na fonte a mais. Mas, nos últimos anos, tem-no feito bastante mais cedo. Em 2018, o reembolso de IRS deve chegar ainda mais rápido às contas bancárias dos contribuintes: menos de 12 dias para os que submetem o IRS Automático e em 23 dias para os que entregam a declaração nos moldes tradicionais.

Tenha presente que tanto a data-limite de 31 de agosto como os períodos indicativos de reembolso acima referidos só se aplicam se o IRS for entregue dentro do prazo legal e validado sem divergências.

Note-se ainda que o reembolso de IRS pode ser retido se existirem dívidas fiscais que se encontrem em fase de cobrança coerciva ou a serem pagas em prestações. Nessa situação, o montante a reembolsar pelo Fisco é canalizado para o pagamento total ou parcial da dívida. Se o valor do reembolso de IRS for superior ao da dívida, a importância remanescente é devolvida ao contribuinte.

 

Ler mais

Saiba mais sobre

Impostos , IRS

0

Comentários

Comentários

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.