< Voltar à página de Impostos

Simulador: calcule o seu salário líquido em 2020

Para saber com que salário líquido pode contar, sem ter de fazer contas, criámos um simulador que faz todo esse trabalho por si. Mas, neste artigo, também explicamos como se fazem os cálculos.
Simulador de salário líquido

O salário líquido corresponde ao valor mensal efetivamente recebido por um trabalhador dependente, após a retenção na fonte de IRS e a contribuição para a Segurança Social. Ou seja, é o vencimento que é depositado pelo empregador na conta bancária do trabalhador no final de cada mês. Cuidado, não confundir o salário líquido com o salário ilíquido ou salário bruto, que é o montante total que uma empresa paga a um trabalhador dependente antes de quaisquer deduções.

Como se calcula o salário líquido?

O salário líquido obtém-se subtraindo ao salário bruto a Taxa Social Única (TSU) e a retenção na fonte de IRS.

A TSU é o montante que o trabalhador desconta todos os meses para a Segurança Social. A quotização do trabalhador para este sistema de previdência social é de 11%.

A retenção na fonte de IRS constitui um adiantamento de imposto ao Estado ao longo do ano, para que o trabalhador não tenha de pagar tudo de uma só vez, no ano seguinte. É assim uma forma de pagar o IRS em prestações. O valor do imposto a reter é determinado com base nas tabelas de retenção na fonte de IRS, que são publicadas anualmente, em janeiro. O cálculo é feito através da aplicação de uma taxa, que depende de vários fatores: valor do salário bruto; situação fiscal do trabalhador (se é não casado ou casado e se, sendo casado, o cônjuge também trabalha); e número de dependentes do agregado familiar. As tabelas de retenção na fonte de IRS de 2020 podem ser consultadas no Portal das Finanças.

Caso prático

Imagine-se um trabalhador dependente, residente no Continente, casado, em que o cônjuge também trabalha, com um filho e um salário bruto de 1 200 euros.

O primeiro passo a dar para calcular o salário líquido deste trabalhador em 2020 é determinar a retenção na fonte de IRS. Para isso, é necessário aceder às tabelas de retenção na fonte de IRS do Continente e procurar a tabela correspondente à situação do trabalhador. A tabela em causa é “Tabela III – Trabalho dependente – Casado dois titulares”. Nessa tabela, procura-se a taxa referente ao salário bruto em causa (1 200 euros). Em 2020, aplica-se a taxa de 12,8% (em 2019 era 12,9%). Conhecida a taxa, basta multiplicá-la pelo salário bruto.

Retenção na fonte de IRS = 153euros (12,8% x 1 200 euros)

O passo seguinte é aplicar a TSU, ou seja, multiplica-la pelo salário bruto:

TSU = 132 euros (11% x 1 200 euros)

O último passo é deduzir ao salário bruto a TSU e a retenção na fonte de IRS. Fica assim calculado o salário líquido.

Salário líquido = 915 euros (1 200 euros – 153 euros – 132 euros)

Em que situações é útil saber o salário líquido?

Sempre que há alterações nos escalões do IRS, as tabelas de retenção de IRS são ajustadas para refletir essas mudanças. Quando isso acontece, o trabalhador deve verificar como ficou a sua taxa de retenção na fonte de IRS. Caso tenha mudado, deve voltar a calcular o salário líquido.

É igualmente necessário recalcular o salário líquido quando há mudança de estado civil ou do número de dependentes, ou ainda quando o cônjuge deixa de trabalhar. Nestes casos, a taxa de retenção de IRS é afetada. Existem tabelas de retenção na fonte de IRS para trabalhadores não casados, casados com um titular e casados com dois titulares e, em cada uma delas, as taxas diferem consoante o número de dependentes.

Outra situação em que é útil saber o salário líquido é numa negociação salarial. E por quê?  Nesta situação, o empregador tende a falar em salário bruto. Antes de aceitar qualquer proposta de salário bruto, deve calcular o salário líquido correspondente, para evitar uma surpresa desagradável no final do mês.

Como utilizar o simulador de salário líquido?

Para saber com que salário líquido pode contar, sem ter de fazer contas, criámos um simulador que faz todo esse trabalho por si e de uma forma simples e rápida. Só tem de indicar o seu salário bruto, a sua situação fiscal e o número de dependentes. Se tem direito a subsídio de refeição, deve assinalar a forma como é efetuado o pagamento: em dinheiro ou cartão. O simulador assume o valor máximo diário de subsídio de refeição isento de IRS e de TSU multiplicado por 22 dias úteis.

Simulador Salário Líquido 2020

Saiba quanto vai ganhar no final do mês em 2020

Ler mais

Mais sobre

Emprego , Impostos

Torne-se Associado

Saiba mais