< Voltar à página de Impostos

Simulador: calcule o seu salário líquido em 2019

Está a pensar pedir um aumento salarial ou candidatar-se a um novo emprego? Teve filhos ou mudou de estado civil? Os escalões de IRS sofreram alterações? Então, vai precisar de calcular o seu salário líquido. Para o ajudar, desenvolvemos um simulador.
Simulador de salário líquido

O salário líquido corresponde ao valor mensal efetivamente recebido por um trabalhador dependente, após a retenção na fonte de IRS e a contribuição para a Segurança Social. Ou seja, é o vencimento que é depositado pelo empregador na conta bancária do trabalhador no final de cada mês. Cuidado, não confundir o salário líquido com o salário ilíquido ou salário bruto, que é o montante total que uma empresa paga a um trabalhador dependente, antes de quaisquer deduções.

Como se calcula o salário líquido?

 O salário líquido obtém-se subtraindo ao salário bruto a Taxa Social Única (TSU) e a retenção na fonte de IRS.

A TSU é o montante que o trabalhador desconta todos os meses para a Segurança Social. A quotização do trabalhador para este sistema de previdência social é de 11%.

A retenção na fonte de IRS constitui um adiantamento de imposto ao Estado ao longo do ano, para que o trabalhador não tenha de pagar tudo de uma só vez, no ano seguinte. É assim uma forma de pagar o IRS em prestações. O valor do imposto a reter é determinado com base nas tabelas de retenção na fonte de IRS, que são publicadas anualmente, em janeiro. O cálculo é feito através da aplicação de uma taxa, que depende de vários fatores: valor do salário bruto; situação fiscal do trabalhador (se é não casado ou casado e se, sendo casado, o cônjuge também trabalha); e número de dependentes do agregado familiar. As tabelas de retenção na fonte de IRS de 2019 podem ser consultadas no Portal das Finanças. Veja o que mudou nas tabelas de retenção de 2019.

Caso prático

Imagine-se um trabalhador dependente, residente no Continente, casado, em que o cônjuge também trabalha, com um filho e um salário bruto de 1 200 euros.

O primeiro passo a dar para calcular o salário líquido deste trabalhador em 2019 é determinar a retenção na fonte de IRS. Para isso, é necessário aceder às tabelas de retenção na fonte de IRS do Continente e procurar a tabela correspondente à situação do trabalhador. A tabela em causa é “Tabela III – Trabalho dependente – Casado dois titulares”. Nessa tabela, procura-se a taxa referente ao salário bruto em causa (1 200 euros). Em 2019, aplica-se a taxa de 12,9% (em 2018 era 13,1%). Conhecida a taxa, basta multiplicá-la pelo salário bruto.

Retenção na fonte de IRS = 154 euros (12,9% x 1 200 euros)

O passo seguinte é aplicar a TSU, ou seja, multiplica-la pelo salário bruto:

TSU = 132 euros (11% x 1 200 euros)

O último passo é deduzir ao salário bruto a TSU e a retenção na fonte de IRS. Fica assim calculado o salário líquido.

Salário líquido = 914 euros (1 200 euros – 154 euros – 132 euros)

Em que situações é útil saber o salário líquido?

Sempre que há alterações nos escalões do IRS, as tabelas de retenção de IRS são ajustadas para refletir essas mudanças. Quando isso acontece, o trabalhador deve verificar como ficou a sua taxa de retenção na fonte de IRS. Caso tenha mudado, deve voltar a calcular o salário líquido.

É igualmente necessário recalcular o salário líquido quando há mudança de estado civil ou do número de dependentes, ou ainda quando o cônjuge deixa de trabalhar. Nestes casos, a taxa de retenção de IRS é afetada. Existem tabelas de retenção na fonte de IRS para trabalhadores não casados, casados com um titular e casados com dois titulares e, em cada uma delas, as taxas diferem consoante o número de dependentes.

Outra situação em que é útil saber o salário líquido é numa negociação salarial. E por quê?  Nesta situação, o empregador tende a falar em salário bruto. Antes de aceitar qualquer proposta de salário bruto, deve calcular o salário líquido correspondente, para evitar uma surpresa desagradável no final do mês.

Como utilizar o simulador de salário líquido?

Para saber com que salário líquido pode contar, sem ter de fazer contas, criámos um simulador que faz todo esse trabalho por si e de uma forma simples e rápida. Só tem de indicar o seu salário bruto, a sua situação fiscal e o número de dependentes. Se tem direito a subsídio de refeição, deve assinalar a forma como é efetuado o pagamento: em dinheiro ou cartão. O simulador assume o valor máximo diário de subsídio de refeição isento de IRS e de TSU multiplicado por 22 dias úteis.

Simulador Salário Líquido 2019

Saiba quanto vai ganhar no final do mês em 2019

Ler mais

Mais sobre

Emprego

Torne-se Associado

Saiba mais