Simulador de pensões: saiba quanto receberá de reforma

Quer saber o valor estimado da sua pensão e quando é que pode reformar-se? O simulador de pensões da Segurança Social dá-lhe essas informações.
Artigo atualizado a 02-05-2022

O serviço da Segurança Social Direta disponibiliza um simulador de pensões que lhe permite obter uma estimativa do valor da pensão de velhice que receberá quando atingir a idade normal de reforma. Se pretende pedir a reforma antecipada ou prolongar a vida ativa, também pode ficar a saber quais as penalizações ou bonificações, consoante o caso.

Ter uma previsão do valor da pensão de velhice pode ajudá-lo a planear a sua reforma e viver com tranquilidade financeira depois de uma vida de trabalho. Veja como simular a sua pensão futura, passo a passo.

O que é necessário para utilizar o simulador de pensões?

Para utilizar o simulador de pensões, tem de estar registado no sistema da Segurança Social Direta. Em alternativa, pode aceder a esta ferramenta através da Chave Móvel Digital ou do Cartão de Cidadão.

Quem pode simular?

O simulador de pensões destina-se unicamente a quem tem descontos para a Segurança Social e uma carreira contributiva para este sistema de proteção social de, pelo menos, 15 anos. Assim, quem tem contribuições para a Caixa Geral de Aposentações (CGA) ou para outros regimes nacionais e internacionais não poderá utilizar esta ferramenta. Estão também excluídas algumas profissões, como pescadores ou mineiros. Consulte aqui todas as condições.

Como são efetuados os cálculos?

As simulações baseiam-se nos salários registados na Segurança Social e nas regras em vigor. Para os anos de projeção, a ferramenta assume uma inflação de 0,5% ao ano e um crescimento real dos salários igualmente de 0,5% ao ano.

Os valores são garantidos?

Não. Os valores devolvidos pelo simulador (valor da pensão, idade legal de reforma, bonificações e penalizações) não são vinculativos. Isto é, não constituem um direito. As simulações são meramente indicativas, pois têm por base estimativas sobre a evolução de salários e inflação.

Para que serve?

O objetivo do simulador de pensões é dar uma ideia ao trabalhador do rendimento que pode esperar receber da Segurança Social na altura em que deixar a vida ativa. Quanto mais próximo o trabalhador estiver da idade legal de reforma, mais fiável será a estimativa do valor da pensão.

Conhecer o valor estimado da pensão futura, permite também ajudar a decidir mais cedo sobre a constituição de um complemento de reforma, sobretudo para quem pretende reformar-se mais cedo.

O que se pode simular?

O simulador de pensões tem duas opções de simulação: simulação automática e simulação à medida.

A simulação automática permite conhecer o valor bruto estimado da pensão obtido com base nos salários existentes no sistema informático da Segurança Social e em projeções dos mesmos no caso dos anos futuros. Com esta simulação, o trabalhador fica a saber também a idade estimada da reforma. Caso pretenda, pode ainda escolher uma outra data para a reforma, ficando assim a conhecer a penalização ou bonificação associada. Está disponível apenas para a pensão de velhice do regime geral.

Na simulação à medida, o trabalhador pode introduzir dados sobre a sua carreira contributiva e alterar os parâmetros de cálculo, como a taxa de crescimento dos salários e a taxa de inflação. Esta modalidade possibilita ainda escolher outras opções, por exemplo, reforma por antecipação por desemprego involuntário de longa duração. Está disponível para a pensão de velhice e também para as pensões de invalidez absoluta e relativa, do regime geral.

Como se simula?

Para simular o valor bruto da sua pensão futura e saber quando se poderá reformar siga os passos indicados abaixo.

Passo 1

Aceda ao portal da Segurança Social e clique no link da Segurança Social Direta. Para entrar nesta plataforma, insira o seu Número de Identificação da Segurança Social (NISS) e a palavra-chave. Se ainda não estiver registado na Segurança Social Direta, terá de o fazer. Em alternativa, pode aceder a esta plataforma através da Chave Móvel Digital ou do Cartão de Cidadão.

Passo 2

No menu da página da Segurança Social Direta, carregue em “Pensões” e, depois, escolha a opção “Simulador de Pensões”.

Passo 3

Opte entre as duas modalidades de simulação disponíveis: simulação automática (ver passo 4) ou simulação à medida (ver passos 5 a 10).

Passo 4

Na simulação automática – a mais simples – tem apenas de carregar no botão respetivo. Imediatamente ser-lhe-á indicado o valor bruto estimado da sua pensão de velhice e a idade prevista para a sua reforma. A simulação possibilita ainda consultar os salários que foram considerados para o cálculo do valor bruto da pensão.

Passo 5

Para efetuar a simulação à medida, comece por escolher uma das três opções de simulação: “Pensão de velhice”, “Pensão de invalidez absoluta” ou “Pensão de invalidez relativa”.

Passo 6

Escolhido o tipo de pensão, introduza a data em que se pretende reformar e clique no botão “Prosseguir”.

Passo 7

Se, à data em que se pretender reformar, receber outras pensões, estiver numa situação de desemprego involuntário de longa duração ou nos cinco anos anteriores exercer uma atividade profissional com limite de 65 anos, deve responder “Sim” nos campos respetivos, na área destinada a informação adicional.

Passo 8

Carregue no botão “Passo seguinte: Salários”.

Passo 9

Se desejar, altere os valores dos salários anuais reais ou estimados utilizados para a simulação. Também pode adicionar os anos em falta, se for o caso. Neste passo, tem ainda a possibilidade de mudar a taxa anual de inflação a aplicar aos salários e ao cálculo da pensão e a taxa anual de crescimento a aplicar aos salários.

Passo 10

Pressione o botão “Passo seguinte: Resultado de simulação”. O simulador indicar-lhe-á o valor bruto estimado da sua pensão.

Ler mais

Mais sobre

Reforma , Segurança Social

Este artigo foi útil?

Se ficou com dúvidas ou tem uma opinião que deseja partilhar, preencha o formulário abaixo para entrar em contacto connosco.

Torne-se Associado

Saiba mais