A REVISTA
MONTEPIO
VOLTOU!

Os melhores conteúdos, agora em versão digital, estão ainda mais perto de si.

Ler revista

Reforma antecipada: quando pode aceder e quanto pode receber?

Está a pensar na reforma antecipada? Saiba em que idade poderá pedir, as situações específicas e qual será a penalização.
Artigo atualizado a 26-07-2021
reforma antecipada

Em 2021, a idade normal de acesso à reforma é de 66 anos e seis meses. Se tiver idade inferior, pode pedir a antecipação da pensão em algumas situações específicas. Saiba o que é necessário para aceder à reforma antecipada, os regimes que existem e que penalizações irá sofrer.

 Quem pode aceder à reforma antecipada?

  • Tenha 60 anos ou mais de idade e 40 anos ou mais de descontos (regime de flexibilização);
  • Esteja numa situação de desemprego involuntário de longa duração;
  • Tenha uma atividade profissional de natureza penosa ou desgastante (mineiros, trabalhadores marítimos profissionais de pesca, controladores de tráfego aéreo, bailarinos, trabalhadores portuários e bordadeiras da Madeira);
  • Esteja abrangido por medidas de proteção específicas.

1. Regime normal da reforma antecipada

Quem não tiver atingido a idade legal de reforma, nem se enquadrar em nenhum dos outros regimes de reforma antecipada, continua a poder pedir a pensão antes do tempo.

O regime normal de reforma antecipada continua em vigor e determina que quem tiver idade igual ou superior a 60 anos e, pelo menos, 40 anos de descontos está apto a reformar-se antes do tempo. Mas o valor da reforma será duplamente penalizado, pela via da aplicação do:

  • Fator de sustentabilidade: 15,5%, em 2021;
  • Taxa de redução da pensão: 0,5% por cada mês de antecipação.

2. Reforma antecipada por desemprego de longa duração

Quem estiver em situação de desemprego de longa duração involuntário, e tenha esgotado as prestações de desemprego, pode aceder à reforma antecipada em duas situações. A redução da pensão depende da data em que pediu o subsídio de desemprego, da idade e dos anos de descontos. A idade em que os desempregados de longa duração podem ter acesso à reforma antecipada é:

  • Aos 57 anos. Desde que tenham ficado desempregados aos 52 anos, descontado durante 22 anos e esgotado as prestações por desemprego.
    Taxa de redução da pensão: 0,5% por cada mês de antecipação em relação aos 62 anos.
  • Aos 62 anos. Desde que tenham ficado desempregadas aos 57 anos (ou mais), descontado durante 15 anos. E já tenham esgotado o subsídio de desemprego ou o subsídio social de desemprego.
    Taxa de redução da pensão: Não se aplica.

3. Reforma antecipada pelo regime de flexibilização da idade

O regime de flexibilização permite aceder à pensão em idade inferior à idade normal de acesso à pensão de velhice em vigor (66,6 anos, em 2021). Mas há penalizações. Este regime apenas está acessível a quem tiver 60 anos de idade e 40 anos ou mais de descontos.

Para saber quando pode pedir a reforma antecipada através deste regime, é necessário ter em conta a idade pessoal de acesso à pensão de velhice. A penalização no valor da reforma, tem em consideração o número de meses de antecipação. Assim:

  • Idade pessoal de acesso reforma. Resulta da redução da idade de acesso à pensão em quatro meses por cada ano de carreira acima dos 40 anos.
  • Número de meses de antecipação. Apurado entre a data em que pediu a pensão antecipada e a idade normal de acesso à pensão de velhice em vigor.
  • Taxa de redução da pensão. 0,5% x número de meses de antecipação.

Exemplo:

O João Silva tem 60 anos de idade, 40 anos de descontos e quer pedir a reforma antecipada em 2021.
Meses de antecipação: 78 meses (66,6 anos – 60 anos)
Penalização na pensão: 39%

Saiba mais sobre o regime de flexibilidade por idade neste artigo.

4. Reforma antecipada por carreiras muito longas

Trata-se do regime especial de pensão antecipada para carreiras muito longas. Pode ser atribuído a quem tiver idade igual ou superior a 60 anos e 48 anos (ou mais) de registo de remunerações.

Caso tenha começado a trabalhar e a descontar com menos de 17 anos, pode pedir a reforma antecipada aos 60 anos, desde que tenha 46 anos de descontos.

Nestas situações, o montante da pensão é calculado sem a aplicação do fator de sustentabilidade (penalização aplicada às pensões de velhice atribuídas antes da idade normal de acesso à pensão).

Ler mais

Mais sobre

Apoios do Estado , Reforma

Este artigo foi útil?

Lamentamos saber. Deixe-nos a sua sugestão de como melhorar?(opcional)

Junte-se a nós
hoje mesmo.

Torne-se Associado

Está prestes
a tornar-se Associado.

Como deseja efetuar o Processo de Admissão?

Mude de vida sem mudar de banco

Se já foi Associado Montepio e deseja regressar a esta família, saiba que até 30 de setembro lhe oferecemos a Joia de Admissão, no valor de 9€. Volte a juntar-se a nós e usufrua de um mundo de vantagens.

Torne-se Associado

Ser Associado é somar benefícios

Mais de 600 mil associados já usufruem intensamente das soluções e benefícios da maior Associação do país. Junte-se a nós e comece hoje mesmo a mudar o seu futuro por apenas 2€/mês.

Torne-se Associado

+600 000

Formas de ver a vida e viver a Associação. Uma por cada Associado Montepio.

Estamos presentes em todas as dimensões da sua vida

  • Um plano de saúde gratuito e uma oferta alargada de soluções e serviços na área  da saúde

  • Descontos junto de mais de 1 300 parceiros

  • Poupança e proteção sem comissões de gestão

  • Bilhetes exclusivos para concertos e espetáculos

  • Um clube infantil para os associados até aos 10 anos

  • Saúde privada a preços exclusivos

    Gratuito, sem período de carência ou exclusão por doenças pré-existentes, o Cartão Montepio Saúde pode ser utilizado numa rede de 6 500 parceiros, entre os quais a CUF, a União das Misericórdias Portuguesas, o Grupo Germano de Sousa ou o Grupo HPA. Descontos médios superiores a 30% face às tabelas privadas. Solução operacionalizada pela AdvanceCare.

  • Soluções que garantem futuro desde 1840

    As nossas soluções de poupança e proteção adaptam-se a qualquer ciclo de vida das famílias: a primeira poupança, a proteção contra a incerteza do amanhã, o pé-de-meia que concretiza sonhos ou a preparação do dolce fare niente para viver a reforma.

  • Descontos em parceiros que valorizam
    a sua vida

    O Cartão de Associado dá acesso a mais de 1 300 parceiros Montepio, em diversas áreas: turismo, cultura, desporto e bem-estar, educação e formação, saúde ou consumo. Saiba quanto poupa em MyMontepio, a sua área pessoal digital.

  • Ofertas exclusivas para espetáculos
    e tempos livres

    Desfrute de momentos memoráveis em família. Experiências Montepio, concertos, peças de teatro, visitas a museus, exposições ou passeios pela cidade e serra são apenas algumas das atividades nas quais pode inscrever-se e participar, todas as semanas.

  • Condições vantajosas no Grupo Montepio

    Beneficie das sinergias criadas pelas empresas do Grupo Montepio e usufrua de preços vantajosos nos produtos e serviços do Banco Montepio, Lusitania Seguros, residências Montepio para seniores ou estudantes, entre outras.

Perguntas frequentes

  1. Como posso tornar-me Associado?

  2. Para ser Associado efetivo da Associação Mutualista Montepio necessita:

    > Preencher a ficha de admissão. Pode fazê-lo online ou, de modo presencial, num espaço mutualista ou aos balcões do Banco Montepio, através do gestor mutualista.

    > Subscrever pelo menos uma modalidade de Poupança ou Proteção (conheça aqui as nossas soluções de poupança e proteção)

    > Assegurar o pagamento da Joia de Admissão, no valor de 9 euros, e a primeira quota associativa, no valor de 2 euros. A partir da admissão, a quota associativa será cobrada mensalmente por débito de conta bancária.

  3. Quais as vantagens e benefícios de ser Associado?

  4. Além das vantagens inerentes às modalidades subscritas, os associados Montepio usufruem de outros benefícios que proporcionam a melhoria da sua qualidade de vida.

    > Descontos na aquisição de bens e serviços junto de uma rede de parceiros nacionais e locais que reúne mais de 1 200 entidades;

    > Acesso a empréstimos com garantia das subscrições nas modalidades mutualistas;

    > Concessão de benefício em caso de morte ou invalidez por acidente (solidariedade associativa);

    > Condições especiais em serviços prestados por empresas do Grupo Montepio (Banco Montepio, Lusitania – Companhia de Seguros, Residências Montepio e Montepio U Live – residências para estudantes);

    > Oferta cultural e de lazer, disponível, entre outros, a partir dos espaços Atmosfera m, do Clube Pelicas e das publicações periódicas da Associação Mutualista Montepio.

    Os associados podem ainda usufruir da participação nas iniciativas de dinamização associativa que permitem o convívio e a partilha de experiências entre a comunidade associativa.

  5. Quanto custa ser Associado?

  6. Os novos associados devem pagar uma Joia de Admissão única, no valor de 9 euros, e uma quota associativa no valor de 2 euros por mês.

  7. Já sou cliente Montepio. Que benefícios tenho ao tornar-me Associado?

  8. Os clientes Montepio que sejam também associados têm as seguintes vantagens nos serviços do Banco Montepio:

    > Isenção da Comissão de Manutenção da Conta à Ordem, nas seguintes situações:

    • Contas associadas ao recebimento de pensões/rendas da Associação Mutualista Montepio, desde que um dos titulares seja pensionista/rendista do Montepio;
    • Contas associadas ao débito de quotas de mensalidade mutualistas, desde que um dos titulares seja Associado.

    > Redução da comissão nas soluções Montepio para particulares:

    • Desde que a condição de Associado seja conjugada com outras condições de envolvimento do cliente com o Banco Montepio (por Associado entende-se Associado efetivo, com quotas em dia e com pelo menos um plano mutualista ativo)

    > Preçário diferenciado das anuidades dos cartões de crédito;

    > Desconto de 10% sobre o valor das comissões de administração de propriedades;

    > Redução do spread base em operações de crédito.

  9. Posso ser Associado sem mudar de banco?

  10. Sim. Os associados Montepio podem ser clientes de qualquer instituição bancária e utilizarem essa conta à ordem para as operações regulares subscrição de modalidades de poupança e proteção, pagamento de quotas ou recebimento de juros, entre outros.