< Voltar à página de Voluntariado

Recorre a voluntários? Conheça o Selo de Qualidade em Voluntariado

Se a sua organização promove programas ou ações de voluntariado, saiba como atrair voluntários e fortalecer a sua credibilidade junto de parceiros e financiadores.

O Selo de Qualidade em Voluntariado reconhece as boas práticas de gestão de programas de voluntariado.

O que é o Selo de Qualidade em Voluntariado?

O Selo de Qualidade em Voluntariado é um sistema de identificação, análise e valorização da qualidade de práticas de gestão de programas de voluntariado.

O selo distingue três níveis de boas práticas, consoante o número de requisitos cumpridos (ver pergunta “Quais são os requisitos?”).

  • Selo Compromisso – 10 requisitos cumpridos (6 obrigatórios + 4 adicionais);
  • Selo Prestígio – 15 requisitos cumpridos (6 obrigatórios + 9 adicionais);
  • Selo Excelência – 18 a 20 requisitos cumpridos (6 obrigatórios + 12 a 14 adicionais).

Nota: o Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change é promovido e desenvolvido pela Confederação Portuguesa do Voluntariado (CPV), em parceria com o Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária (ISU). A iniciativa conta ainda com o apoio da Associação Portuguesa de Qualidade (APQ).

Quem se pode candidatar?

Podem candidatar-se ao Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change as organizações da sociedade civil, empresas e entidades públicas que implementem projetos ou ações de voluntariado.

Quais são as vantagens?

Entre as principais vantagens deste Selo, destacam-se:

  • Aumento do reconhecimento por parceiros, voluntários e financiadores;
  • Concessão de visibilidade às práticas existentes de prestação de contas e de transparência organizacional;
  • Indução de processos de melhoria das práticas organizacionais em gestão de Voluntariado;
  • Fortalecimento da organização e da sua credibilidade externa na área do voluntariado.

Quais são os requisitos?

Para obter o Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change, os candidatos necessitam de cumprir um determinado número de requisitos nas suas práticas de gestão de voluntariado. Ao todo, existem 20 requisitos: seis obrigatórios, integrados na legislação nacional para esta área, e outros 14 adicionais, que dizem respeito a questões que vão do recrutamento à coordenação e avaliação dos voluntários.

Requisitos obrigatórios:

  1. Existência de um programa de formação inicial e contínua para voluntários;
  2. Celebração de um acordo/contrato de voluntariado;
  3. Cobertura de todos os voluntários por um seguro de acidentes pessoais;
  4. Realização de reembolso de despesas que decorram da atividade de voluntariado;
  5. Atribuição de um cartão de identificação aos voluntários da organização;
  6. Atribuição de um certificado/declaração de participação em atividade de voluntariado aos voluntários.

Requisitos adicionais:

  1. Existência de um Programa de Gestão de Voluntariado;
  2. Existência de procedimentos de recrutamento;
  3. Realização de campanhas de recrutamento;
  4. Aplicação de mecanismos de acompanhamento aos voluntários;
  5. Acreditação e/ou certificação das formações prestadas aos voluntários;
  6. Existência de registos regulares das atividades dos voluntários;
  7. Existência de mecanismos de feedback sobre o resultado das ações;
  8. Existência de mecanismos de reconhecimento do trabalho dos voluntários;
  9. Existência de mecanismos de avaliação de resultados e de impacto do voluntariado;
  10. Existência de uma política de voluntariado;
  11. Existência de um portfólio das atividades de voluntariado realizadas durante o ano;
  12. Existência de um perfil de coordenador de voluntários;
  13. Existência de pessoa de referência para gestão de voluntários;
  14. Participação dos voluntários na tomada de decisão organizacional.

Como apresentar a candidatura?

A apresentação da candidatura ao Selo é efetuada através de formulário próprio, disponibilizado no site da CPV. Adicionalmente, deve ser submetida a seguinte documentação:

  • Cópia do documento de registo legal da organização;
  • Cópias dos meios de verificação correspondentes aos requisitos que a organização pretende que sejam analisados;
  • Comprovativo da taxa de candidatura;
  • Manifestação de interesse da organização promotora devidamente assinado pela pessoa com poder para representar a entidade e carimbado.

Ao longo do ano, existem três períodos de candidatura:

  • Até 30 de março (resultados são divulgados até 15 de maio);
  • Até 30 de junho (resultados são divulgados até 31 de agosto);
  • Até 30 de setembro (resultados são divulgados até 15 de novembro).

Quanto custa?

A apresentação da candidatura pela primeira vez implica o pagamento de uma taxa, que varia consoante o nível do Selo pretendido:

  • Selo Compromisso – 150 euros;
  • Selo Prestígio – 250 euros;
  • Selo Excelência – 350 euros.

Outros custos:

  • Pedido de renovação: 50 euros;
  • Pedido de reapreciação da avaliação técnica à candidatura apresentada: 50 euros;
  • Reclassificação de selo existente: 100 euros (Selo Prestígio) ou 150 euros (Selo Excelência).

Qual é a validade?

O Selo tem a validade de três anos. Após este período, a organização, empresa ou entidade pública dispõe de 60 dias para submeter o pedido de renovação.

Para mais informações, consulte o regulamento do Selo de Qualidade em Voluntariado Join4Change.

Sabia que…

O Programa de Voluntariado Corporativo do Grupo Montepio foi distinguido com o Selo Excelência?

 

Ler mais

Saiba mais sobre

Voluntariado

0

Comentários

Comentários

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.