< Voltar à página de Gestão diária

Acabou de perder a carteira? 5 passos a dar imediatamente

Roubo de identidade e burlas financeiras são algumas das situações que podem acontecer a quem perde a carteira.
perder a carteira

Perder a carteira, com documentos e cartões de pagamento no interior, é uma dor de cabeça e também pode ser perigoso, caso esta vá parar às mãos erradas. Para não correr riscos, é importante tomar alguns passos. Conheça-os.

Se perder a carteira:

1. Contacte as instituições bancárias

Este é o primeiro passo a dar nestas situações. Se perder a carteira deve contactar de imediato as entidades emissoras dos cartões de crédito e débito, para cancelar os cartões e, se for caso disso, bloquear provisoriamente o acesso à conta bancária. Lembre-se: a pessoa que tem a sua carteira, tem, provavelmente, acesso aos seus documentos de identificação pessoal, cartões de pagamento e, quem sabe, a outras informações financeiras que possa ter na carteira (PIN dos cartões ou documentos com o número de conta bancária). Ao contactar o banco, ninguém poderá realizar uma operação ilícita utilizando os seus dados pessoais e instrumentos de pagamento.

Este contacto deve ser feito imediatamente. Depois de ter reportado a perda ao banco, já não pode ser responsabilizado pelos valores movimentados. De acordo com o Banco de Portugal, as movimentações ilícitas realizadas antes desta comunicação ficam a cargo do proprietário do cartão, até ao valor máximo de 50 euros. Este limite não se aplica caso tenha agido de forma negligente com as suas obrigações.

2. Notifique as autoridades

De seguida, deve contactar as autoridades competentes (PSP ou GNR) e fazer uma participação da perda da carteira (pode ter sido um roubo). Este passo é especialmente importante, tendo em conta que quem encontrou a sua carteira também tem os seus documentos e cartões de pagamento. Se essa pessoa for mal-intencionada, pode fazer-se passar por si para cometer atos ilícitos ou realizar movimentos financeiros com a sua conta bancária.

Esta participação servirá de prova, caso alguém utilize os seus documentos ou cartões de pagamento indevidamente.

3. Procure nos perdidos e achados

Vale sempre a pena investigar se alguém entregou os seus documentos na polícia. Atualmente, o Ministério da Administração Interna disponibiliza o portal dos Perdidos & Achados, onde é possível pesquisar por documentos perdidos que foram entregues às forças de segurança. Neste site é possível restringir o critério de pesquisa de documentos por: tipo de documento, descrição (titular ou número do documento), data e local em que suspeita ter perdido o documento.

4. Cancele o Cartão de cidadão

Se não encontrou os documentos perdidos, o passo seguinte passa por cancelar o cartão de cidadão. O pedido de cancelamento deve ser efetuado no prazo de 10 dias após o conhecimento da perda e implica o cancelamento dos mecanismos de autenticação. Se não o fizer, pode incorrer numa coima entre 100 a 500 euros (Lei nº 7/2007).

Após o cancelamento, deve dirigir-se ao balcão para, desta vez, renová-lo. Pode fazê-lo através da internet, num posto de atendimento ou através do número de telefone (211 950 500).

5. Desloque-se ao balcão “Perdi a carteira”

De seguida, faça uma lista de todos os documentos relevantes que tem na carteira e peça uma segunda via dos mesmos.

Se residir em Lisboa, pode dirigir-se ao balcão “Perdi a Carteira”, exclusivo na Loja de Cidadão das Laranjeiras. Aqui, pode pedir a substituição de documentos, devido a perda, roubo, furto ou alteração dos seus dados pessoais. Para usar este balcão é necessário agendar o atendimento e tratar, pelo menos, de dois destes documentos:

  • Cartão de cidadão;
  • Carta de condução;
  • Documento único automóvel;
  • Cartão da ADSE;
  • Cartão do ACP.

Se residir fora de Lisboa, dirija-se a uma Loja do Cidadão para tratar de cada um destes documentos individualmente.

 

Ler mais

Torne-se Associado

Saiba mais