< Voltar à página de Poupança

10 praias fluviais para conhecer este verão

Há cada vez mais veraneantes portugueses a trocar a costa pelas margens dos rios para desfrutar do sol e do calor. A ideia agrada-lhe? Descubra, neste artigo, uma lista de opções de praias fluviais de norte a sul de Portugal.

Com águas tranquilas e cristalinas e enquadradas em paisagens de cortar a respiração, as praias fluviais são uma excelente opção para aproveitar ao máximo as merecidas férias de verão e fugir à confusão dos destinos turísticos de massas. E o melhor é que pode ter tudo isto sem gastar muito dinheiro.

Praias fluviais

1. Praia do Azibo (Macedo de Cavaleiros)

Situada no Nordeste Transmontano, o Azibo é a
praia fluvial europeia com mais anos consecutivos de bandeira azul, o que atesta a sua qualidade. Considerada uma das sete Maravilhas de Portugal na categoria “Praias de Albufeiras
e Lagoas”, a praia é conhecida pelas suas águas límpidas,
que servem de consolo para
os dias quentes que assolam a região durante o estio. Dotada de infraestruturas de excelência, a praia tem uma plataforma que, na água, serve de prancha para os adultos e de piscina para os mais pequenos. Há ainda um espaço onde usufruir de passeios de canoa e, para os mais novos, estão disponíveis os sempre populares insufláveis.

2. Praia da Congida (Freixo de Espada a Cinta)

É uma praia com vista para o estrangeiro. Situada perto de Freixo de Espada à Cinta, a praia da Congida aproveita a albufeira criada pela barragem de Saucelle e usa as águas do rio Douro para criar um espelho de água. De um lado, Portugal. Na outra margem, o território de nuestros hermanos. Reconhecida com Qualidade de Ouro pela associação Quercus, a praia tem uma piscina flutuante, um parque infantil e um parque de merendas.

3. Praia do Adaúfe (Braga)

Situada a apenas 20 minutos de Braga, a praia do Adaúfe parece um paraíso longe da civilização. Encostada à margem do rio Cávado, a praia é servida por um percurso pedonal rodeado de pequenas cascatas e zonas rochosas, que podem servir de prancha para um mergulho mais atrevido. Se gosta de atividades desportivas, esta praia deve entrar na sua lista. Pode alugar canoas, gaivotas, um campo de vólei ou até um slide radical. Pronto para um dia diferente?

4. Praia da Loriga (Seia)

A Serra da Estrela pode ser conhecida pela neve, mas a praia de Loriga, em Seia, mostra que a região está preparada para o receber no inverno e no verão. A praia está inserida num vale glaciar que confere características únicas à sua água límpida. E fria. Além da habitual bandeira azul, foi considerada como tendo Qualidade de Ouro pela associação Quercus. O acesso à praia da Loriga não é o mais fácil, mas o esforço valerá a pena.
Os relvados que a envolvem e as grandes lajes de pedra granítica, característica da região, permitem acomodar todos os visitantes.
O espaço tem ainda um parque infantil e de merendas e um posto de primeiros socorros.

5. Praia do Agroal (Ourém)

Diz-se que o banho na praia do Agroal
tem propriedades terapêuticas únicas, pois encontra-se sobre a maior nascente do
rio Nabão. Uma espécie de termas a céu aberto. Mito ou realidade, a verdade é que a esta benesse oferecida pela natureza
se juntou, por mão humana, uma piscina que proporciona aconchego aos dias
mais quentes. O GPS é um aliado valioso quando se procura a praia do Agroal,
mas o esforço será recompensado: a sua beleza corta a respiração. Durante a época balnear, que em 2018 decorreu entre
1 de julho e 15 de setembro, há nadadores-salvadores para zelar pela segurança
das famílias.

6. Praia do Alamal (Gavião)

A descida de Gavião para o Tejo, numa estrada sinuosa e com as árvores a velarem a paisagem, aumenta o efeito surpresa. Chegando à praia do Alamal, inserida num vale calmo e verdejante com vista para o castelo de Belver, abre-se a boca de espanto. O Tejo oferece águas tranquilas para que possa desfrutar do estio com segurança, numa praia com bandeira azul. E é garantido que não se aborrecerá. Há um passadiço com dois quilómetros de extensão que começa no Alamal e permite atravessar o rio para Belver. Se for fã de desporto, existe ainda uma ampla oferta de diversões náuticas.

7. Praia do Malhadal (Proença-a-Nova)

Aproveitando o espelho de água da ribeira de Isna, um afluente do Zêzere, construiu-se uma estrutura de apoio a que se deu o nome de praia do Malhadal, a menos de 10 quilómetros de Proença-a-Nova. A piscina e a ponte flutuante, que permite atravessar a ribeira de uma margem para outra, são as atrações mais procuradas. Na praia do Malhadal, o passado
e o presente encontram-se. Prova disso é a ponte quinhentista vizinha, que ainda se encontra em condições de atravessar. Os adeptos de desportos náuticos têm ainda à disposição uma ampla oferta.

8. Praia do Gameiro (Moura)

Encontrar a zona de lazer do Parque Ecológico do Gameiro é tarefa fácil: está mesmo ao lado do popular Fluviário de Mora. E há muito espaço disponível para quem queira desfrutar das águas límpidas do rio Raia
com privacidade. Embora não seja, oficialmente, uma praia fluvial, o local confunde-se. Os visitantes podem relaxar numa pequena zona de chapéus-de-sol integrados num areal ou nos amplos relvados circundantes.

A zona envolvente está repleta de serviços complementares: além do Fluviário de Mora, existe um passadiço sobre o Parque Ecológico do Gameiro e um centro de arborismo para os mais pequenos se aventurarem.

9. Praia do Pego das Pias (Odemira)

A Costa Vicentina é conhecida pelas suas maravilhosas praias de água salgada, mas o Pego das Pias, em Odemira, mostra que o Sudoeste não
é só mar. Chegar até lá, porém, não é para todos, por isso conte com dois ou três quilómetros do percurso a pé.
Não existem bares ou estruturas de apoio. Aqui, a natureza encontra-se em estado puro. A água da ribeira do Torgal circula por entre rochas escarpadas e cria lagoas e cascatas naturais, ladeadas por relvados que deixam estender a toalha e árvores que oferecem sombra. Em troca,
a natureza pede-lhe que deixe tudo como encontrou. Prepare-se para trazer de volta o lixo que fizer.

10. Praia do Pego Fundo (Alcoutim)

E se fosse a uma praia fluvial… no Algarve? A praia do Pego Fundo,
na margem da ribeira de Cadavais, um afluente do Guadiana às portas de Alcoutim, está à sua espera. De areal extenso e com chapéus-de-sol que o protegem do pico do verão, a praia tem uma bandeira azul que comprova a qualidade
das águas. O que torna o Pego Fundo num caso único, porém, é a temperatura da água, que chega a ultrapassar os 25 graus. Se gosta de desportos coletivos, que a saber que esta praia dispõe de um campo de voleibol, um espaço comum nas praias tradicionais mas raro numa zona fluvial.

Ler mais

Saiba mais sobre

Lazer

Torne-se Associado

Saiba mais