< Voltar à página de Boas Práticas

20 dicas para um consumo sustentável

Diminuir o uso de sacos de plástico, separar o lixo para a reciclagem ou abrir menos o frigorífico são pequenos gestos que podem fazer uma grande diferença no ambiente e na sua carteira. Siga 20 dicas para um consumo sustentável no seu dia a dia.
Descubra pequenas ações de consumo sustentável para implementar no dia a dia

Para que possa fazer a sua parte para proteger o Planeta, o Ei reuniu 20 dicas de consumo sustentável:

Energia

  1. Apague as luzes. Sempre que possível, minimize o uso de luz artificial e deixe entrar a luz do sol, abrindo persianas e cortinas. Apague sempre a luz quando sai de uma divisão da casa ou do local de trabalho.
  2. Utilize lâmpadas fluorescentes. “Uma lâmpada convencional de 100W proporciona a mesma luz que uma lâmpada de baixo consumo de 20W (poupa 3 euros por ano por cada hora diária de utilização)”, indica o guia “Dicas para Poupar Energia” da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).
  3. Abra menos o frigorífico e poupe energia. Precisa de água fresca? Tenha uma garrafa térmica perto de si e evite abrir com tanta frequência o frigorífico no caso de ter sede. Quando estiver a cozinhar, retire do frigorífico todos ingredientes de uma só vez.
  4. Compre eletrodomésticos com etiqueta energética da classe A++ ou A+++. Esta opção de consumo sustentável permite uma maior poupança de energia a longo prazo, mesmo que o preço do eletrodoméstico da loja seja mais caro do que outras opções menos eficientes.
  5. Desligue os equipamentos eletrónicos. Os eletrodomésticos em stand by também consomem energia e são inimigos da poupança de eletricidade.

Água

  1. Faça um uso racional da água. Feche a torneira enquanto está a escovar os dentes, lavar o cabelo, fazer a barba ou qualquer outra utilização semelhante. Prefira o duche ao banho de imersão para poupar água.
  2. Feche bem as torneiras. Evite os desperdícios de água, poupando no ambiente e na fatura mensal. “Uma torneira a pingar pode representar cerca de 6 000 litros anuais de desperdício”, alerta a EPAL.
  3. Recolha a água da chuva. Utilize este recurso para regar as plantas, limpar o chão ou lavar o carro.

Cidadania

  1. Utilize os transportes públicos, use a bicicleta ou caminhe. Estas alternativas melhoram a sua saúde e ajudam a diminuir a emissão de gases poluentes para o ambiente.
  2. Partilhe as viagens de carro. Se tem um colega de trabalho que mora perto de si, partilhe a viagem de automóvel até ao emprego e divida os custos. Se não conhece ninguém nesta situação ou vai fazer outro tipo de viagem, plataformas de boleias como a Bla Bla Car podem ajudar.

Reciclagem

  1. Faça a separação do lixo. Separe os resíduos de sua casa para que possam ser reciclados e, depois, deposite-o nos ecopontos. O contentor azul destina-se ao papel/cartão, o verde é para o vidro e o amarelo para as embalagens de plástico, metal ou cartão.
  2. Transforme o velho em novo. Reutilize revistas, jornais e outros materiais em vez de deitá-los no lixo. Estes materiais podem ser usados, por exemplo, em atividades artísticas com as crianças.
  3. Use pilhas e baterias recarregáveis. A opção pode ser mais dispendiosa, mas vai compensar a médio ou longo prazo.
  4. Dê preferência a produtos embalados em vidro. As embalagens de vidro são menos prejudiciais para a saúde e para o ambiente. A sua durabilidade é maior e são 100% recicláveis, ao contrário do plástico e do papel.

Compras e consumo sustentável

  1. Não compre por impulso. Avalie bem se necessita do que vai comprar e desfaça-se apenas de um objeto quando este já não puder mesmo ser utilizado. Ao refrear as compras por impulso evita o consumo desnecessário de recursos naturais do planeta. Simultaneamente, conseguirá aumentar as poupanças do orçamento familiar.
  2. Aposte num consumo consciente. Esteja atento a todos os detalhes do produto ou serviço que vai adquirir e valorize as empresas com práticas de responsabilidade social e ambiental. Antes de comprar informe-se sobre os impactos ambientais causados pela fabricação, transporte e venda do produto, assim como sobre a mão-de-obra contratada para a produção. Verifique se o produto é certificado por entidades autorizadas e reconhecidas em termos ambientais.
  3. Substitua os sacos de plástico pelos ecobags (feitos de algodão ou outros materiais considerados sustentáveis). Os sacos de plástico demoram mais de 300 anos para se decomporem e, nos oceanos, são uma ameaça a diversas espécies marinhas.
  4. Evite o uso de produtos químicos para lavar a roupa e a louça. Prefira os produtos biodegradáveis, que se decompõem na natureza.
  5. Proteja os animais em vias de extinção. Promova o consumo responsável e não compre produtos fabricados a partir de espécies em vias de extinção.
  6. Escolha produtos com opção de recarga. Os produtos com opção de recarga permitem não só poupar dinheiro, como diminuem o fabrico de embalagens nocivas para o ambiente. Na indústria dos cosméticos, por exemplo, encontrará várias alternativas nestes moldes, como os cremes hidratantes e os sabonetes líquidos.
Ler mais

Mais sobre

Consumo

Torne-se Associado

Saiba mais