< Voltar à página de Emprego e formação

Merece um aumento salarial? Saiba como pedir

Considera que merece ser compensado financeiramente pelo seu empenho e esforço na empresa? Chegou a altura de falar com o seu chefe.
Saiba como pedir um aumento

Antes de marcar uma reunião com o seu superior hierárquico, para lhe pedir um aumento salarial, deve estar bem preparado. Só assim poderá conseguir o que pretende. Para o ajudar, deixamos-lhe alguns conselhos práticos sobre negociação salarial. Não basta estar convencido de que merece ganhar mais. É necessário convencer o seu chefe disso.

6 estratégias para pedir um aumento salarial

1. Desenhar um plano

A palavra de ordem é preparação. Deverá colocar-se no lugar do seu chefe e perguntar a si próprio: “Por que razão devo pagar a este colaborador o valor que ele me está a pedir?”. Auto-avalie-se com o maior rigor e objetividade que conseguir. E identifique as suas aptidões e os contributos que deu à empresa, cooperando para o seu sucesso.

Se acha que não consegue improvisar, opte por preparar um guião com o que tenciona referir. Dessa forma, conseguirá dizer o que pretende e será capaz de orientar o seu discurso.

Não sabe como pedir um aumento salarial? Pode e deve ter alguns argumentos em mente, nomeadamente, a avaliação que o seu superior direto tem sobre si. Será ainda útil mencionar o nível de responsabilidade das funções que desempenha na organização.

Se for possível, comece a “preparar o terreno” para a renegociação salarial com alguma antecedência. Vá marcando, por exemplo, pequenas reuniões com o seu superior para lhe dar a conhecer os avanços e pontos de situação dos projetos em que está a trabalhar. Nessas ocasiões, comente com ele, de modo informal, o quanto está empenhado e entusiasmado com determinados planos.

2. Estudar a abordagem

Aposte numa conversa em que a questão do salário represente um fator natural de equilíbrio numa relação win-win, na qual as duas partes envolvidas ganham: você recebe um aumento salarial e a empresa beneficiará do seu consequente acréscimo motivacional.

Adote um discurso coerente, isento e confiante. Sustente o pedido do aumento salarial em fatores como as suas competências específicas e a sua performance, empenho e dedicação à empresa. Caso se aplique, destaque a sua antiguidade na empresa.

3. Ter uma boa atitude

Adote uma postura positiva guiada pelo bom senso. Tenha um discurso assertivo mas cuidadoso, para que o seu pedido não seja apresentado nem entendido como um ultimato.

Tenha atenção aos seus comportamentos não-verbais, como movimentos e expressões. Não demonstre nervosismo nem faça gestos agressivos e não se deixe levar pela emotividade ao longo da conversa.

Deverá também adaptar a sua atuação à cultura e filosofia da organização, assim como ao perfil do seu chefe. Talvez seja boa ideia evitar um humor excessivo, se sabe de antemão que o seu interlocutor é sério e sisudo. Como pedir um aumento salarial com sucesso? Deve tentar conhecer o melhor possível a pessoa com quem vai falar. Dessa forma, saberá como reagir nos diversos momentos da negociação.

4. Escolher a altura ideal

Não defina a ocasião para solicitar a sua revisão salarial ao acaso. Será oportuno abordar a questão depois de receber um novo projeto ou novas responsabilidades ou após conquistar novos clientes. Poderá ainda ser apropriado pedir um aumento salarial quando for feita uma avaliação do seu desempenho e receber um feedback positivo.

De igual modo, também é conveniente pedir um aumento se for evidente que existe um desvio considerável entre a sua remuneração e os valores que são praticados, no mercado, para o cargo e funções semelhantes às que desempenha.

Deverá, contudo, ter em consideração a situação financeira da empresa. Se está numa fase de expansão e conquista de novos mercados ou se, pelo contrário, enfrenta dificuldades.

Fale com o seu superior hierárquico para pedir um aumento salarial, preferencialmente depois do almoço, quando os níveis da hormona do bem-estar estão, tendencialmente, mais elevados. Evite abordar a questão de manhã, quando poderá estar mais ocupado e menos recetivo a ouvi-lo, e ao final da tarde, pois já estará cansado. Assegure-se de que terá tempo para apresentar o seu caso e expor todos os argumentos que pré-definiu.

5. Colocar a fasquia alta, mas não demasiado

No decorrer da conversa, o seu chefe poderá pedir-lhe que indique um valor, e certamente sentir-se-á tentado a responder. Contudo, tente não ser o primeiro a falar em valores exatos. Se o fizer, toda a conversa posterior será à volta desse número.

Poderá, por exemplo, referir que está satisfeito pelo facto de o seu chefe mostrar abertura para lhe rever o salário e questionar, de seguida, de que montante estará a falar. Contudo, se o seu chefe insistir que lhe avance com um valor, indique um número no topo da sua fasquia. Assim, terá maior margem de manobra para o conjunto de objeções que certamente lhe serão levantadas. Prepare-se para contra-argumentar e minorar as razões que o seu chefe apresentar para não querer/poder dar o aumento que pede.

Se decidir avançar com um valor bruto (sem descontos), não se esqueça de verificar o respetivo valor líquido, ou seja, aquele que efetivamente é depositado na sua conta bancária. Para isso, ao valor bruto, desconte a retenção na fonte (veja qual é a sua taxa em 2019) e a contribuição para a Segurança Social (11% do salário bruto). Isto, claro, se for trabalhador dependente.

Caso seja trabalhador independente, também tem de ter em conta o IRS e a Segurança Social (veja como funcionam os descontos para a Segurança Social).

6. Sugerir alternativas

Tenha também alternativas para sugerir quando pedir um aumento salarial. Proponha uma revisão salarial que só se comece a aplicar seis meses depois, mas com direito a pagamento de retroativos. Caso um aumento salarial não seja de todo possível, poderá sempre pedir outros benefícios, como um seguro de saúde, um carro, um telemóvel ou mais dias de férias, por exemplo.

Ler mais

Saiba mais sobre

Emprego