Sabe calcular o IMI da sua casa?

Para saber se está a pagar IMI a mais é essencial conhecer como se fazem as contas. Aprenda a calcular o seu Imposto Municipal sobre Imóveis.
Artigo atualizado a 05-01-2021
Sabe como se pode calcular o IMI da sua casa?

O IMI representa um encargo significativo para as famílias que têm casa própria. E, em alguns casos, essa despesa é mais pesada do que devia. A única forma de descobrir se realmente está a pagar o valor correto é calcular o IMI. Neste artigo, explicamos como a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) chega ao valor do seu imposto.

Como calcular o IMI?

A fórmula de cálculo do IMI para imóveis habitacionais é muito simples. Para apurar o imposto basta multiplicar a taxa pelo Valor Patrimonial Tributário (VPT) do imóvel.

IMI = Taxa x VPT

Quem fixa a taxa de IMI?

A taxa de IMI é fixada todos os anos pelo município onde se localiza o imóvel e pode variar entre um mínimo de 0,3% e um máximo de 0,45%. Por norma, os municípios tendem a manter as taxas.

Como é calculado o VPT?

O VPT, que pretende ser uma aproximação do valor de venda,  é calculado pela AT através da seguinte fórmula matemática:

Vt = Vc x A x Ca x Cl x Cq x Cv, em que:

  • Vt = Valor Patrimonial Tributário
  • Vc = Valor base dos prédios edificados (preço de construção por metro quadrado)
  • A = Área bruta de construção mais a área excedente à área de implantação
  • Ca = Coeficiente de afetação (fim a que se destina. Habitação, por exemplo)
  • Cl = Coeficiente de localização (características da zona envolvente)
  • Cq = Coeficiente de qualidade e conforto (funcionalidade, comodidade de utilização e gozo)
  • Cv = Coeficiente de vetustez (idade do imóvel)

Por que é importante saber calcular o IMI?

Muitos proprietários estão a pagar um montante de IMI que não corresponde às casas que efetivamente possuem. Isto acontece porque a AT não atualiza automaticamente as variáveis que entram em linha de conta para determinar o VPT. Por exemplo, há proprietários de casas antigas que estão a pagar IMI como se fossem novas, a estrear, pelo facto de o coeficiente de vetustez nunca ter sido revisto. Este fator diminui à medida que o imóvel “envelhece”, para refletir no VPT a desvalorização decorrente da antiguidade.

Além do coeficiente de vetustez, existem outros parâmetros que podem mudar com o passar do tempo, como o valor base dos prédios edificados (é fixado anualmente por portaria), o coeficiente de localização (é atualizado de três em três anos) e o coeficiente de qualidade e conforto.

Essas alterações só são incorporadas se houver uma reavaliação do VPT. A lei permite que o próprio proprietário peça uma nova avaliação de três em três anos, sem qualquer custo. Mas, antes de dar esse passo, convém ver se vale a pena. Ou seja, se o novo VPT é mais baixo do que aquele que consta na caderneta predial, caso contrário a conta de IMI sobe, em vez de descer. Para facilitar a vida aos proprietários, a AT disponibiliza um simulador para calcular o VPT .

Agora que já sabe como a AT calcula o seu IMI, depende de si pagar apenas o imposto que é suposto. Não se esqueça: de três em três anos deve verificar se o VPT está atualizado.

Ler mais

Mais sobre

Casa , IMI

Este artigo foi útil?

Lamentamos saber. Deixe-nos a sua sugestão de como melhorar?(opcional)

Torne-se Associado

Saiba mais